Departamento de Pessoal ou Recursos Humanos: qual a diferença?

É comum que as pessoas no meio corporativo utilizem os termos “Departamento de Pessoal” (DP) e “Recursos Humanos” (RH) como sinônimos. No entanto, o que todo empreendedor precisa saber é que, por mais integradas que essas áreas sejam, há diferenças fundamentais entre elas. São ações complementares, mas com perfis distintos.

Quais são as obrigações do Departamento de Pessoal?

O Departamento de Pessoal é responsável pela condução de todos os processos de cada funcionário ao longo de sua vida na empresa, em termos jurídicos e financeiros. É um setor mais burocrático, que realiza, entre outras ações, a admissão e a demissão de funcionários (mas não a seleção), os pagamentos das remunerações, a organização de férias e licenças, o acompanhamento do cumprimento dos horários e demais questões relativas à legislação trabalhista.

É um setor administrativo bastante técnico, que basicamente cuida da documentação dos funcionários necessária em cada um dos itens citados. Cada vez mais, os sistemas de tecnologia têm auxiliado os profissionais dessa área no registro dos dados dos funcionários, tornando os processos mais simples e rápidos.

Quais são as obrigações da área de Recursos Humanos?

A área de Recursos Humanos tem incumbências menos burocráticas, mas igualmente importantes. Essa área tem o objetivo de selecionar e reter talentos em todos os departamentos da empresa, por meio da implementação de políticas internas voltadas ao crescimento da organização e ao bem-estar de seus colaboradores.

Analisar a compatibilidade de perfil entre vagas e candidatos é uma de suas principais funções, tanto que pessoas graduadas em psicologia têm sido cada vez mais empregadas no setor. Além desta, outras tarefas do RH são: integração de novos funcionários, promoção de eventos internos, construção de planos de carreira e de incentivo, ações de endomarketing (geralmente em parceria com a área de comunicação interna) e avaliações de desempenho para progressão e promoção.

Qual é mais importante?

É impossível, nos dias de hoje, dizer que uma empresa deve investir mais no departamento X ou na área Y. Qualquer empreendimento, mesmo que de pequeno porte, precisa focar tanto na execução das obrigações mais burocráticas exigidas por lei (Departamento de Pessoal) quanto na construção de equipes qualificadas, integradas e motivadas (Recursos Humanos).

São departamentos complementares, que precisam de sintonia total um com o outro. Por exemplo, se o departamento de RH, por meio de avaliações de desempenho, conclui que um funcionário não está produzindo conforme o esperado pela empresa e deve ser desligado, o DP conduzirá o processo, levantando a documentação necessária e fazendo o cálculo das verbas rescisórias.

Nas empresas menores, os dois setores costumam estar integrados, ou até mesmo serem conduzidos por uma única pessoa. Por conta disso, é importante que esses profissionais conheçam a complexa legislação trabalhista brasileira, ao mesmo tempo em que tenham sensibilidade para conduzir o lado humano dos profissionais dentro da organização.

Para as incumbências mais técnicas, softwares cada vez mais completos têm sido desenvolvidos, permitindo que os empreendedores foquem mais no trato com as pessoas, já que há programas cuidando de toda a burocracia envolvida.

VIA – A plataforma inteligente que trabalha por você

Não saia ainda, deixe seus dados que vamos surpreender você!