Prepare-se: o comportamento do consumidor vai mudar

Grandes acontecimentos provocam mudanças de comportamento na sociedade, inclusive na vida do consumidor. A história comprova isso e, segundo especialistas, a tendência é que passemos por isso novamente num futuro próximo.

O isolamento social consequente da pandemia de Covid-19 tende a provocar mudanças no comportamento do consumidor. Essas mudanças podem ser provisórias, mas podem também afetar de forma mais permanente o modo como consumimos. Portanto, empresas de todos os portes devem estar atentas a esse novo panorama.

É claro que cada segmento pode passar por essas transformações de um jeito específico. No entanto, todos os empreendedores devem estar atentos a essas tendências e antecipar suas estratégias, a fim de evitar prejuízos financeiros. Mas, afinal, quais seriam essas mudanças?

1. Aumento no e-commerce

Primeiramente, diante do isolamento social, o comércio eletrônico tem crescido consideravelmente nos últimos meses. Mesmo os grupos de pessoas que ainda tinham receios ou não tinham o costume de comprar pela internet passaram a entender como o sistema funciona. Mais do que isso, perceberam todas as vantagens de comodidade e praticidade que o e-commerce oferece.

Por isso, é natural que as empresas passem a dedicar mais atenção ao e-commerce. Contudo, é essencial que, durante a pandemia, a empresa comunique a seus clientes que a parte “não online” da empresa também pode ter sido afetada, o que inclui logística e empacotamento, por exemplo.

Assim, seja claro para evitar que surja uma demanda que você não poderá atender. Se isso acontecer, os vouchers que permitem que o consumidor adquira um produto depois da crise também têm sido adotados como importante estratégia de marketing.

2. Cancelamentos e solicitações de restituição

O poder aquisitivo das pessoas tende a ser reduzido em tempos de crise, o que as faz reavaliar suas prioridades na hora de consumir. Por isso, as empresas terão que lidar com muitos cancelamentos e reembolsos.

Nesse sentido, a empresa deve ser muito clara com o cliente ao comunicar como ocorrerá a política de cancelamentos e reembolsos. Mesmo que seja difícil definir datas em meio a um cenário tão incerto, mantenha os clientes atualizados.

3. Redução do movimento nas lojas físicas

Muitas lojas físicas estão sofrendo com a queda no movimento. Muitas delas, dependendo do segmento, tiveram mesmo que ser fechadas, conforme ordem dada por autoridades.

O debate sobre o fim ou o enfraquecimento do varejo físico já existe há um bom tempo, bem antes da pandemia. Segundo especialistas, a tendência é que esses locais se tornem, cada vez mais, vitrines e pontos de experimentação, mesmo que para quem vai comprar online.

Conforme a situação volte a se normalizar, esses espaços deverão ser reabertos, mas as empresas devem compreender que o consumidor muitas vezes irá até esses pontos para observar e experimentar, mas poderá preferir comprar pela internet.

Dessa forma, o consumidor tem, cada vez mais, adquirido o perfil omnichannel, ou seja, está presente tanto nos canais online quanto nos offline. Por isso, as marcas devem cuidar de seus pontos de vendas físicos, mas também disponibilizar catálogos online, delivery e até mesmo entrar em market places ou desenvolver e-commerces próprios.

4. Fortalecimento da comunicação online

Por fim, a internet tem sido a grande vitrine do marketing de conteúdo. Mais do que ofertas e preços, a propaganda atualmente tem sido muito mais uma moeda de troca. Por isso, o marketing de conteúdo; por meio de e-books, newsletters e posts com dicas e tutoriais, tem sido a grande forma de estabelecer a comunicação entre marcas e pessoas.

Portanto, blogs, redes sociais, websites, aplicativos, serviços de streaming e mobile marketing (aquele voltado para celulares) nunca foram tão importantes para que as marcas mantenham a comunicação com seus públicos e entreguem conteúdo de qualidade em tempos de isolamento social.

Em conclusão, são novos tempos aos quais todo empreendedor deverá se adaptar. Contudo, lembre-se: nenhuma crise é eterna e tudo passará. Até lá, conte com a Via.

VIAA plataforma inteligente que trabalha por você!

Não saia ainda, deixe seus dados que vamos surpreender você!