O que é turnover e como ele pode afetar sua empresa?

Um acontecimento muito comum em algumas empresas, e que pode afetar o seu desempenho, é a alta rotatividade de funcionários, ou seja, a troca constante de pessoas em cargos de trabalho. Isto é o que chamamos de turnover.

Essa alta rotatividade pode acontecer por diversos motivos: inadequação ao perfil da empresa e a vaga, pouca experiência, salário abaixo da faixa do mercado, baixo desempenho, entre outros.

Mas como isso pode afetar sua minha empresa? A resposta é simples: não construir uma equipe sólida, de qualidade e confiança, atrasa processos e impede que alguém seja muito bom em alguma tarefa, já que não há tempo hábil para um aprendizado mais profundo.

Consequentemente, com essa constante troca de funcionários, a empresa passa a ter prejuízos não só com rescisões e custos de admissão, mas também perde em qualidade de trabalho – perdendo dinheiro mais uma vez.

Existem, porém, tipos diferentes de turnover, causados tanto pela empresa, quanto por seus funcionários. Veja:

Turnover voluntário: Ocorre quando o funcionário pede demissão sem motivo específico;

Turnover involuntário: Ocorre quando a empresa demite o funcionário;

Turnover funcional: Quando o funcionário percebe que não está se adequando ao perfil da empresa e que não está rendendo, pede demissão;

Turnover disfuncional: Quando um funcionário de alto desempenho pede demissão, deixando a equipe desfalcada.

Mas não se preocupe caso sua empresa esteja passando por isso! Existem algumas saídas para diminuir o turnover. Uma delas é fazer pesquisas de clima organizacional, que servirão para avaliar o nível de satisfação dos funcionários.

Dar treinamentos para qualificação, ter um processo de seleção bem feito e dar feedbacks constantes aos colaboradores também fazem com que sua satisfação aumente.

Pesquisas indicam que o número ideal de turnover gira em torno de 5%, de acordo com o período definido para o cálculo. Para descobrir a taxa da sua empresa, você pode usar o cálculo a seguir:

Passo 1: Entradas + saídas / 2

Passo 2: Resultado do cálculo anterior / nº total de funcionários

Passo 3: Resultado do cálculo anterior * 100

Vale lembrar que este cálculo não se aplica a todos os tipos de empresa, já que algumas delas precisam desta troca constante de funcionários por conta da atividade que exercem.

E o seu negócio, está dentro da porcentagem adequada? Faça os cálculos e conte para nós!

VIA: Liberdade para fazer aquilo que ama!

Deixe um comentário

Não saia ainda, deixe seus dados que vamos surpreender você!