Comunicação não violenta: o que é e como utilizar na resolução de conflitos

Técnica criada na década de 60 pelo psicólogo Marshall B. Rosenberg, a comunicação não violenta serve para aprimorar relacionamentos pessoais e profissionais, dando mais abertura para ambas as partes se comunicarem.

Esta técnica busca construir relações de forma empática, onde as partes entendem uma a outra, solucionando as situações de forma amigável, sem grosserias ou maiores problemas.

Foi então em 1999, que Marshall lançou o livro Comunicação Não Violenta: Técnicas para aprimorar relacionamentos pessoais e profissionais, onde ensina os quatro passos para colocar a técnica em prática. Conheça-os:

Observação: Observar e entender toda a situação em questão, evitando iniciar a conversa com desentendimentos;

Sentimentos: Expressar os sentimentos que a atitude do outro causou em você de forma sincera, porém, sem julgamentos e apontamentos a ele;

Necessidades: Entenda como a atitude do outro causou esta frustração em você e o que ele poderia ter feito para evitar a situação;

Pedido: Peça para o outro atender a sua necessidade, deixando claro o que você precisa de fato.

Em todo o processo, é importante agir de forma empática, buscando entender também o outro lado. Coloque-se como afetado sem julgar o outro, apenas seja honesto sobre seus sentimentos e emoções.

Ao trabalhar a comunicação não violenta, verá que as relações fluirão de maneira simples e tranquila, onde desentendimentos poderão ser resolvidos com uma boa conversa, sem acusações ou agressões – principalmente no ambiente de trabalho, onde constantemente surgem questões complicadas para resolver todos os dias.

VIA: Liberdade para fazer aquilo que ama!

Deixe um comentário

Não saia ainda, deixe seus dados que vamos surpreender você!