O que você precisa saber para implantar processos financeiros na sua loja

 

Como uma das áreas mais importantes em um negócio, o departamento financeiro deve receber atenção redobrada dos varejistas. Saber como criar processos financeiros na sua loja é um dos pontos mais importantes para manter as finanças organizadas e garantir o crescimento para fazer o negócio prosperar.  

Os processos financeiros ajudam a criar rotinas que garantem um fluxo saudável de entradas e saídas, permitem que o empreendedor tenha um quadro real do seu negócio e que possa se planejar com base nos últimos resultados.  

Veja, a seguir, como é possível criar processos financeiros adequados à realidade da sua empresa com 3 passos simples:  

Entenda os custos do negócio

Esse é o primeiro passo para garantir a saúde financeira da sua loja e garantir que o empreendedor conheça muito bem quais são as despesas necessárias para que o negócio continue de portas abertas.  

Além de fornecer um quadro da situação real da empresa, conhecer o volume de custos auxilia na formação dos preços de venda de produtos, ajuda a repensar e otimizar processos que sejam muito custosos. Economizar é fundamental para calcular o lucro, já que este indicador é o resultado da subtração da receita pelos custos.

É importante que haja uma análise profunda que contemple todos os itens que geram algum tipo de gasto para a empresa em todas as esferas e departamentos.  

Uma forma eficiente de fazer isso é dividi-las em duas categorias: custos diretos e indiretos. Na primeira estão contidos os valores diretamente ligados à produção, como compra de produtos, matéria-prima, mão de obra e embalagem. Enquanto na segunda categoria estão os valores que precisam ser pagos, mas não fazem parte da produção, como telefone, internet, material de escritório, aluguel de espaço e tributos.  

Organize as contas a pagar e a receber

Conhecendo melhor os custos que sua loja gera, será muito mais fácil organizar as contas a pagar e a receber, e isso é fundamental para criar um fluxo financeiro para garantir que haverá sempre dinheiro no caixa e que as contas estarão em dia.  

Quando um negócio sabe exatamente quanto e quando terá recebimentos de pedidos fechados, compensação de boletos e cartão de crédito, consegue programar melhor suas próximas ações e nunca fica em atraso com suas obrigações. 

Com as contas a pagar e a receber organizadas, fica muito mais fácil manter, também, outras ferramentas financeiras em dia, como o fluxo de caixa e o DRE, que são instrumentos importantíssimos para analisar o quadro financeiro do negócio e planejar os próximos passos com base em dados concretos da empresa.  

Acompanhe os indicadores e otimize

Por fim, é essencial estar sempre atento aos indicadores e resultados da loja, de forma a acompanhar periodicamente o seu desempenho diante das ações desenvolvidas.  Essa é a forma mais efetiva para entender como o ciclo financeiro da empresa funciona, quais são os períodos de alta e baixa de vendas, que tipo de campanhas têm os melhores resultados com o público e prever como será o faturamento, a lucratividade e a rentabilidade nos próximos meses.  

No entanto, de nada adianta analisar todos esses fatores e não fazer nada com essas informações. É imprescindível que o empreendedor use os indicadores como fonte de insights para melhorar os procedimentos, continuar o que vem dando certo e corrigir aquilo que não gerou os resultados que buscava.

Deixe um comentário