Síndrome do Impostor: o que é e como tratar

Sentir como se suas conquistas profissionais foram pura sorte e inferiorizar constantemente a qualidade do seu próprio trabalho pode caracterizar o que a ciência chama de Síndrome do Impostor.

Se sentir incompetente e achar que não merece estar onde está, e que qualquer momento pode ser desmascarado por ser uma “fraude” são alguns dos principais pensamentos de pessoas com a síndrome.

Este tipo de problema está relacionado com a baixa autoestima, que nos induz a fazer muitas autocríticas destrutivas. Costuma ocorrer principalmente com pessoas mais velhas, com uma trajetória profissional mais longa.

Para curar a síndrome não existe um remédio que pode ser comprado na farmácia. É necessário tomar cuidado com pensamentos que lhe inferiorizam, que te fazem pensar que não é capaz o suficiente. Conte com a ajuda de um psicólogo neste tipo de situação.

O primeiro passo deste processo é parear de se comparar a outras pessoas! Olhe para tudo aquilo que você construiu até chegar onde está, e sinta orgulho de você mesmo. Este passo é primordial para se livrar da síndrome.

Não tenha medo de feedbacks negativos e peça ajuda quando necessário. Todos nós precisamos de suporte em determinadas áreas, é normal, e não indica que você é um profissional ruim.

Evite se comprometer com tarefas excessivas no trabalho para provar para você mesmo que não é incompetente. Ao fazer isso estará apenas cumprindo tarefas, sem colocar sua total qualidade nelas, e ainda se sentirá exausto ao final de dias árduos de muito trabalho!

Busque pequenas metas e trabalhe aquilo que você acha que está defasado. Aos poucos verá que está se livrando do problema. Lembre-se que esforço e paciência são muito necessários neste momento. Mantenha a calma e trabalhe em você mesmo!

VIA: Liberdade para fazer aquilo que ama!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *