Ponto limitante: O que é e como trabalhá-lo?

Todos nós, pessoas, que vivemos em sociedade e precisamos nos adaptar a mudanças do dia a dia, temos nossas dificuldades e as nossas facilidades.

Essas características são fortemente observadas quando estamos construindo a nossa carreira e trabalhando para obter sucesso profissional. Por isso, é importante que saibamos identificá-las.

Para facilitar neste processo, vamos dividir estas características em três diferentes pontos: os pontos fortes, pontos fracos e pontos limitantes.

Os nossos pontos fortes são todas as áreas de conhecimento ou características particulares em que possuímos um bom desempenho. São estes pontos positivos que nos identificam como bons profissionais em determinada área.

Já os pontos fracos são tudo aquilo em que temos pouco ou nenhum conhecimento, mas que não afeta e nem prejudica na construção da sua vida profissional.

Mas então, o que seriam os pontos limitantes? Os pontos limitantes são os nossos pontos fracos que interferem na nossa rotina, seja pessoal ou profissional, nos deixando defasados em relação a determinado assunto.

Por isso, é importante que trabalhemos os nossos pontos limitantes, para melhorar a rotina de trabalho. Estes pontos podem ser timidez ao falar em público, insegurança ou até mesmo resistência aos estudos.

Ao colocarmos como objetivo melhorar um ponto limitante, ele se torna uma meta na qual não devemos parar de trabalhar.

É importante trabalhar em uma coisa de cada vez, já que exige muito tempo, paciência e atenção, e tentar solucionar vários problemas ao mesmo tempo pode se tornar um processo cansativo e estressante, do qual você pode acabar desistindo.

Portanto, experimente listar tudo aquilo que você acha que são pontos limitantes para você, coisas que você acha que precisa aperfeiçoar. Visualizar pode tornar o processo mais fácil e claro.

 Invista em você mesmo e no seu crescimento profissional, e veja que a dedicação lhe trará ótimos retornos e feedbacks positivos.

VIA: Liberdade para fazer aquilo que ama!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *