Saiba como fazer a precificação correta de seus produtos

Um grande desafio para quem está entrando no mundo dos negócios é saber colocar o preço correto em cima do seu produto ou serviço.

Para isso, é preciso conhecer o custo daquilo que você tem com matéria prima, ou quanto tempo você demandará em casos de serviços online.

Porque isto, é claro, definirá o futuro do seu negócio. É através da lucratividade das vendas que você poderá desenvolver a sua empresa, fazendo com que ela cresça e se firme no mercado.

Por isso, separamos algumas dicas que irão te ajudar a definir o preço dos seus produtos e serviços, sem que você sofra prejuízos ou cometa excessos. Veja:

Conheça os gastos com material – Este passo é primordial para formar um preço justo para os produtos. É essencial saber que, se para determinado produto você gasta 20 reais na produção, você não pode por exemplo, vendê-lo por R$20 ou menos. Isso te trará um enorme prejuízo, que pode em um futuro próximo acabar falindo sua empresa;

Tenha em mãos seus gastos fixos – Para algumas pessoas pode parecer que não, mas os seus gastos com aluguel do espaço de trabalho, água, limpeza, energia, mão de obra, entre diversos outros itens, devem ser considerados no calculo do valor do produto. Afinal, são itens necessários para que você consiga confeccionar o serviço ou produto que você vende. Todos estes custos entram como gastos de saída de uma empresa;

Pesquise o preço do mesmo produto no mercado – Veja o quanto outras empresas estão cobrando pela venda do mesmo produto, somente para ter uma base. Lembre-se que cada empresa tem diferentes custos, não coloque um preço menor no seu produto se sabe que trará prejuízos;

Defina o perfil do seu cliente e encontre um preço que combine ele – Através da região onde você instalou a sua loja, é possível definir o perfil do seu cliente. Observe o que este público gosta de consumir e quanto ele poderá gastar. Adapte seu preço de acordo com o perfil do seu cliente;

Descubra quanto precisa faturar para não ter prejuízo ­– Faça a soma de todos os custos fixos que você terá por mês, e faça uma previsão dos custos variáveis. O somatório desses itens é o mínimo que você precisa faturar para manter a sua empresa. Por isso, você precisa pensar em faturar mais que esse valor, para que tenha lucro em cima das vendas.

Agora que você tem essas dicas em mãos, fazer a precificação dos seus produtos ficará mais fácil! Tenha em mente o valor do seu trabalho e todos os custos que estão embutidos nele. Conhecendo isso a fundo, você saberá definir preços justos para você e seus clientes.

VIA: Liberdade para fazer aquilo que ama!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *